sexta-feira, 22 de abril de 2016

Invista em marketing para dentista na internet

Agora poderá fazer marketing para dentista online facilmente e com muitos resultados. Atraia novos pacientes com estratégias eficientes e matadoras.

Marketing online para dentista deve ser eficiente
Onde você acha que as pessoas procuram por médicos e dentistas? Se essa pergunta fosse feita lá nas décadas de 1980 e 1990, certamente você diria lista telefônica ou o famoso marketing boca-a-boca.

Mas estou fazendo essa pergunta hoje, ano de 2016 e certamente valerá para os anos seguintes. A resposta é Redes Sociais e Google. Não tem jeito. Para quem precisa de uma ajuda médica ou odontológica, os brasileiros recorrem às indicações da internet.

Para atrair pacientes é necessário aparecer nas primeiras posições do Google e ter uma alta visibilidade nas redes sociais. Aí entram as estratégias de marketing para dentista online, por exemplo.

Redes Sociais


Apesar de ter o Twitter, o Facebook e Instagram são as redes sociais mais usadas no momento. O fato é que o Facebook oferece enormes possibilidades de divulgação para dentistas. Com ajuda de profissionais capacitados, sua clínica precisa criar uma página profissional na rede, e acima de tudo, oferecer conteúdo de alto valor aos usuários, que consiga conquistar as pessoas ao ponto delas compartilharem seus conteúdos. Nem tente publicar promoções, nada disso. Os conteúdos devem ser informativos. Por isso profissionais de marketing digital, inclusive jornalistas ou publicitários, são mais adequados para obter resultados.

A maioria das redes sociais também possibilitam publicidade. É possível criar campanhas segmentadas, destinadas para os usuários certos, nos dias e horários mais adequados. O valor para investimento é bem mais barato do que qualquer outra mídia, como TV e jornal impresso.

Buscadores


Há o Bing, Yahoo, mas o Google domina, detém mais de 90% das preferências dos brasileiros. Há duas maneiras de investir em marketing para dentista online nos buscadores.

1. SEO

Otimização de Sites para Mecanismos de Buscas: são técnicas que otimizam o site da sua clínica para que consiga as primeiras posições nos buscadores para as principais palavras-chave. Imagine que você é um dentista em São Paulo. As pessoas geralmente procuram "Dentistas em São Paulo". O site da sua clínica apareceu na primeira página de resultado? Não? Lamento, mas as clínicas que apareceram certamente agendam consultas todos os dias.



2. Publicidade no Google

O famoso programa Google Adwords. Com profissionais certificados, é possível criar campanhas incríveis, ao qual os anúncios da sua clínica aparecem para as principais palavras-chave, os usuários certos, no momento adequado. É um leilão de palavras-chave, você paga por clique. Com metodologias eficientes, paga-se menos para mais acessos e claro, sempre focado na conversão, isto é, agendamento de consultas.


3. Inbound Marketing

Para entender corretamente essa nova estratégia que está aumentando as conversões de empresas de todos os segmentos, recomendo que leia o conteúdo Inbound Marketing. Mas aqui vou resumir.

Trata-se de uma publicidade que tem como objetivo divulgar conteúdo de alta qualidade, muitas vezes de caráter informacional. Esse conteúdo gratuito atrai os usuários e com a oferta de mais materiais gratuitos, trabalha-se na conversão de Lead, ou seja, as pessoas deixam contatos e informações para baixarem os materiais de interesse. Isso possibilita uma comunicação assertiva, posiciona sua empresa como autoridade no assunto e assim converte em vendas no futuro. A taxa de conversão é bem maior.

Modelo de estratégia do Inbound Marketing para médico e dentista

Conclusão


Se quer atrair possíveis pacientes para sua clínica, invista no marketing odontológico e ganhe visibilidade na internet, pois lembre-se, as pessoas pesquisam de tudo na internet, inclusive prestadores de serviços de saúde.
Jornalista Paulo Augusto Sebin

Paulo Augusto Sebin

Editor responsável

Jornalista especializado em marketing de busca e marketing digital. Atuou em assessoria de imprensa e mídias impressas.

0 comentários:

Postar um comentário